Miniaturas colecionáveis: Mercado em expansão!

Miniaturas colecionáveis: Mercado em expansão!

Eles podem até parecer brinquedos, mas não são, e valem muito mais do que isto. São bonecos produzidos em escala reduzida para atender adeptos do colecionismo e, por isto, possuem valor diferenciado. Também conhecidos como action figures e funkos, o mercado de miniaturas colecionáveis prosperou bastante durante a pandemia. Para você entender melhor, nós vamos explicar alguns aspectos importantes deste mercado em expansão.

História dos colecionáveis

Nos últimos anos a cultura geek e o universo pop ficaram mais populares do que nunca. Com a ajuda da televisão e do cinema, clássicos dos quadrinhos e dos games ganharam holofotes. O sucesso disto estimulou o consumo de artigos derivados desses universos fictícios. Mesmo em meio à pandemia, as vendas seguem em alta, especialmente aqui no Brasil.

O primeiro boneco classificado como action figure surgiu em 1946 e se chamava G.I. Joe. Ele representava soldados da Segunda Guerra Mundial. Em 1971 vieram as figuras baseadas em personagens da Marvel e DC Comics. Cinco anos depois foi a vez da saga Star Wars ter suas miniaturas colecionáveis. A partir dos anos 80, a popularidade dos bonecos aumenta após uma transformação no design e estilo deles.

O mercado e o público

Para entendermos um pouco sobre esse mercado nos dias de hoje, antes precisamos reforçar que os action figures não são brinquedos. E por que vale destacar isto? Porque segundo dados da NPD Group, o mercado brasileiro de brinquedos teve uma queda brusca de 14% em 2020, comparado com o ano anterior. Neste mesmo período, uma empresa americana que produz colecionáveis conseguiu aumentar seu faturamento em 16%. A análise superficial destes números evidenciam a diferença entre brinquedos e colecionáveis.

No entanto, vamos nos aprofundar um pouco mais nisto. De acordo com uma pesquisa do Mercado Livre, 70% dos consumidores de miniaturas colecionáveis possuem entre 25 e 45 anos e 53% são homens. A predominância do público masculino já foi confirmada em levantamento feito pela Geek Power. Mas, especialistas alertam que o mercado está ampliando bastante, e esses números devem mudar muito nos próximos anos, com maior participação das mulheres.

Como investir em miniaturas colecionáveis?

Quem já trabalha com o público geek reconhece o potencial do mercado, e sabe como ele funciona. Mas, quem deseja começar agora precisa seguir alguns cuidados básicos. Entre eles, a pessoa deve acompanhar as tendências e saber quem são os personagens em alta no momento. Sites e programas voltados para o público nerd podem ajudar o empreendedor a se manter atualizado nesta questão. Para conseguir abranger uma fatia maior de consumidores também é importante se aprofundar sobre a cultura pop e nerd.

Mas, quem deseja vender colecionáveis também não pode se prender somente a esse universo. É preciso criar estratégias para conquistar pessoas que não façam parte desta cultura, e possam vir a virar novos clientes. Para isto, vale investir muito nas redes sociais com ações de marketing digital para promover seu negócio.

E, claro, um dos maiores pontos de atenção deve ser com as réplicas disponíveis no mercado. Os clientes que pagam por miniaturas colecionáveis geralmente buscam bonecos originais, feitos com material de qualidade. Portanto, se você deseja investir nisto, recorra a distribuidoras oficiais como a Oderço, que atua com marcas conhecidas no mercado. Neste link é possível conferir os figures disponíveis no momento, e saber como adquiri-los.

 

One thought on “Miniaturas colecionáveis: Mercado em expansão!

  1. Parabéns pela matéria. Tocou em pontos essenciais para a manutenção de uma loja geek e para quem pretende investir no segmento.
    Importante pois vejo alguns casos de pessoas que querem surfar a onda sem se aprofundar em conhecer a cultura geek.
    A atualização realmente deve ser diária sempre atento ao que o cliente procura e junto a sites noticias de filmes , séries , animes e games pois o mercado está em constante mudança de tendências e novidades.
    Grande parte do sucesso do negócio está nesses pontos e também na qualidade e procedência dos produtos oferecidos aos clientes.
    O público é exigente mas fiel se souber atendê-lo da maneira correta.
    Obrigado e sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *